15.10.07

Dia de Ação dos Blogs - Blog Action Day


Moro em Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. Minha casa fica em um bairro localizado na beira da Laguna dos Patos - a maior concentração de água doce da América Latina, com 330 km de comprimento e até 70 km de largura. Trabalho com encadernação, fazendo pequenos livros artesanais.
Hoje, em que muitos blogueiros do mundo todo estarão escrevendo sobre meio ambiente, escolhi um tema que vem dividindo as opiniões dos gaúchos, e dos brasileiros em geral: a instalação de fábricas de celulose e o plantio de grandes áreas de eucalipto para produção de papel. Poderia ter escolhido algum tema mais do nosso cotidiano, mas empresas – como a Votorantim – já estão encaminhando a construção de uma grande fábrica nas margens da Laguna dos Patos, próximo da região em que moro, e adquirindo grandes extensões de terra, ou firmando parcerias agrícolas, para o plantio das árvores.
O Brasil tem 220 empresas ligadas à indústria do papel e é o sétimo produtor mundial de celulose e o 11º no ranking global de fabricação de papel. A principal crítica de ambientalistas e movimentos de reforma agrária ao setor é a monocultura do eucalipto. São 1,7 milhão de hectares cultivados para fornecer árvores à indústria (eucaliptos são 75% do total). A monocultura leva ao que tem sido chamado de "deserto verde", pois reduz a biodiversidade e a possibilidade de geração de empregos no campo, além de exaurir a terra e esgotar a água do solo. As empresas de celulose eram as que mais necessitavam de água em seus processos industriais. Agora são as empresas que mais necessitam de água em todo o seu processo desde a germinação de uma semente de eucalipto até a obtenção do produto final de celulose.
Fica a questão: sendo a água, hoje, um bem econômico considerado finito, como será a política internacional da água e seus custos para um planeta em crise?
Até quando ficaremos passivos com o que acontece próximo a nós e que colabora para a destruição do meio em que vivemos?

3 comentários:

Beti Copetti disse...

É Ceres, teu assunto é bastante polêmico! Nos meus blogs escolhi temas bem palpáveis pra mim. No blog em que conto nossa aventura em criar uma praça na frente de nossa casa, falei da minha preocupação em que a prefeitura resolva construir uma praça moderna e corte as árvores que plantamos, regamos, adubamos e cuidamos por muitos anos. E no blog onde mostro meus trabalhos manuais, falei sobre a reutilização do papel, das embalagens de papel e papelão pra fazer coisinhas pequenas como etiquetas. Mas o importante é discutir o assunto e, mais do que isto, tentar viver de acordo com nossas convicções.

Céres disse...

Eu sei Beti - é que estamos com uma campanha aqui pelo sindicato contra a monocultura do eucalipto. Fizemos um seminário no início da semana e temos tentado intensificar o debate. A questão é muito séria. Quanto mais nos aproximamos da discussão mais horrorizados vamos ficando. E nós -aqui no Laranjal - seremos fortemente prejudicados pois os dejetos da fábrica vão acabar na nossa praia (que já não tem condições de balneabilidade por receber esgotos sem tratamento)!

Luciane disse...

Oi Céres! Estou pesquisando sobre artesanato, patchwork e afins e acabei hegando no teu blog. Sou de Porto Alegre e me chamou a atenção a postagem sobre a laguna dos Patos, deve ser muito bom morar aí! Gostei muito desta postagem, uma pena a forma como as coisas acontecem... Se quiseres visitar o meu blog, que não é sobre artesanato mas tem alguma coisinha que fiz na "lojinha", fique à vontade. O endereço é adoteumfocinho-tiane.blogspot.com.br
Abçs, Tiane